Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 3 de janeiro de 2009

SITUAÇÃO DRAMÁTICA NO SUL DO ESTADO.

Pontes destruídas, transbordamento de rios, cidades isoladas e rodovias interditadas.

Há mais ou menos um mês atrás, quem enfrentava estragos com a intensa precipitação era o Vale do Itajai e Norte catarinense. Porém desta vez foi o sul do Estado onde os pluviômetros já acumularam só hoje mais de 100mm de precipitação, lembrando que cada milímetro equivale a 1 litro de água por metro quadrado. Na região 14 municípios já registraram estragos por conta da intensa chuva. São eles: Turvo, Nova Veneza, Tubarão, Araranguá, Criciúma,Jaguaruna, Forquilhinha, Ermo, Timbé do Sul, Jacinto Machado, Laguna e Lauro Muller, Siderópolis e Urussanga.

Em Turvo, que já decretou situação de emergência, houve destruição de pontes e estradas, além de isolamento de comunidades. Em Jaguaruna o rio Jaguaruna transbordou alagando ruas da cidade. O trecho da SC-445 entre Criciúma e Forquilhinha foi interditado devido ao acumulo de 1 metro de água sobre a pista.

Diversos rios do sul de Santa Catarina já transbordaram e outros estão a ponto de transbordar também. Na BR-101 há excesso de água na pista.

De acordo com o Instututo Nacional de Meteorologia (INMET), na região só no dia de hoje até as 17h, já choveu 108.8mm (milímetros) de chuva em Laguna, 77.2mm em Urussanga e 71.4mm em Araranguá. Nas outras áreas do Estado os volumes de chuva foram menores, alcançando também neste período 25.6mm em São Joaquim na serra, 24.6mm em São José na Grande Florianópolis, 18.2mm em Indaial no Vale do Itajai e 10.2mm em Itapoá no litoral norte.

Com a formação do Ciclone extratropical, os ventos tiveram significativo aumento, especialmente de Florianópolis ao sul do Estado. As rajadas hoje já chegaram aos 89.2Km/h em Laguna, 77.6Km/h na Iha do Arvoredo em Governador Celso Ramos, 76.0Km/h no aeroporto de Florianópolis, 54.0Km/h em São José e 51.8Km/h em Araranguá.

No vídeo abaixo feito por mim no bairro Capoeiras em Florianópolis podemos notar que o vento se intensificou. Na estação do bairro, que fica nas proximidades do cemitério São Cristóvão, as rajadas já alcançaram os 46.5Km/h.

video

Na ilustração abaixo feita encima da imagem de satélite atualizada de agora a noite, podemos notar o ciclone extratropical representando pela letra "B" circulada).



O sistema apresenta pressão atmosférica central de 998 hPa. Por isso na região periférica do sistema a pressão ficou em torno dos 1000 hPa, chegando a 999.7 hPa ao nível do mar em Laguna, litoral sul. O cavado em altitude que gerou o ciclone está já sobre a região sul do Brasil, representado pelos traços pretos. Sobre o litoral da Argentina encontra-se uma alta pressão polar (letra "A"), a qual mantem uma diferença de pressão em, relação ao ciclone, sendo assim provocando fortes ventos na costa catarinense.

Para as próximas horas e no domingo a previsão é de bastante vento. As chuvas acontecem mais significativas no litoral, especialmente o litoral sul onde ainda há chance de acumulados superiores a 30mm em poucas horas.

DADOS:

-> CPTEC/INPE
-> INMET
-> EPAGRI-CIRAM

Nenhum comentário: